Engenharia de Processos 4.0 com WAGO

Processo 4.0 | Rumo ao Futuro Digital.

Os sistemas na indústria de processamento são frequentemente operados por décadas, o que significa a reconstrução, expansão e modernização frequentes. As aspirações para tornar os processos mais eficientes são tão antigas quanto a própria indústria de processamento. A transformação digital da economia cria novas possibilidades para configurações mais vantajosas no processamento devido a inúmeras abordagens e tecnologias inovadoras. Um consenso foi atingido, o qual dita que as máquinas devem se comunicar entre si, para funcionarem com a máxima eficiência. A Internet das Coisas é a nova realidade – mesmo se ela ainda continua a ser interpretada e implementada de forma diferente. Os dados são fornecidos, coletados, avaliados e usados em diferentes níveis. Ainda assim, como as empresas na indústria de processamento podem realmente lucrar com o "big data"?

É assim que você pode aproveitar a indústria de processos digital:

  • Padrões para maior eficiência

  • Produção adaptável por meio de modularidade

  • Aumente a disponibilidade e reduza os tempos de inatividade

  • Independente e flexível graças à Nuvem

  • Otimização de processos em tempo real pelo acesso independente da localização


Padrões para maior eficiência

  • Maior eficiência e reduções de custo por meio da padronização. Isto acontece na forma de conceitos que unificam blocos de função, interfaces e protocolos para a automação de máquinas e sistemas.

  • Por exemplo, empresas de petróleo líderes do mercado, já confiam nos padrões de programação estabelecidos. Cada etapa individual na engenharia de software é documentada e codificada com precisão, para que os mesmos módulos de programação possam ser usados todas as vezes.

  • Interfaces uniforme entre diferentes sistemas reduzem o índice de falhas durante a fase de design e a própria operação, enquanto aumentam a disponibilidade do sistema.


Produção adaptável por meio de modularidade

  • No contexto de lotes com tamanho 1, os volumes flutuantes e dos mercados de vendas regionais estão em constante mudança, as empresas precisam ter processos de manufatura universais, móveis, dimensionáveis, modulares e compatíveis.

  • Nos sistemas de processamento para a extração de petróleo, gás, indústrias farmacêuticas e químicas, o foco principal durante a projeção é na produção flexível. Nesses setores, os processos precisam ser adaptados rapidamente mais do que na da indústria petrolífera.


Aumente a disponibilidade e reduza os tempos de inatividade

  • Da mesma forma que na engenharia de sistemas modulares, a indústria de processamento também pode se beneficiar da aquisição de dados e conectividade na nuvem. Por exemplo, a manutenção preditiva – a manutenção proativa de sistemas e máquinas – só é possível por meio da transparência de dados. Esta é uma forma de evitar custos altos que podem ocorrer devido a um sistema de produção falho.

  • Análises de eficiência, como a avaliação de valores de medição relevantes, como de saídas, da pressão, temperaturas, vibrações e produtividade, podem ser usados para reconhecer exigências de manutenção antecipadamente. Isso permite a substituição objetiva ou a manutenção de módulos individuais sem afetar a disponibilidade do sistema.

  • Para que isso seja realizado, os dados coletados da máquina são lidos e avaliados em sistemas de nível mais alto. O sistema pode então ser monitorado por ferramentas de análises de dados ou por meio da Nuvem.


Independente e flexível graças à Nuvem

Apesar de um grau de ceticismo em relação à transparência total dos dados, a conscientização sobre as vantagens das ofertas de aplicações na nuvem está crescendo:

  • Elas são independentes de servidores individuais.

  • Os operadores da Nuvem garantem a constante disponibilidade do sistema pelo armazenamento de dados em múltiplos servidores.

  • Os custos para imensos volumes de memória e sua manutenção são eliminados. O mesmo é verdade para os custos de estabelecimento de parques de servidores, pois o princípio por trás da nuvem é que só se paga pelo o que for usado.

  • A entrega e uso de serviços na Nuvem são realizados exclusivamente por meio de interfaces, protocolos ou navegadores via Internet – não há necessidade de instalação de software em computadores locais.

  • Em princípio, é possível acessar dados relevantes ao processo, de qualquer lugar do mundo.


Otimização de processos em tempo real pelo acesso independente da localização

  • Devido a todos os dados relevantes poderem ser acessados independente da localização, os processos podem ser aprimorados em tempo real e as medidas de ajuste podem facilmente ser monitoradas.

  • No armazenamento de dados descentralizado, por exemplo, dados de diferentes máquinas, de linhas completas de produção ou até mesmo dados prediais e de energia em instalações de produção individuais, são coletados e avaliados em um serviço central na Nuvem.

  • Na Nuvem, todos os processos são controlados e coordenados; o acesso aos dados atuais e históricos é realizado independente da localização. Isso permite que as diversas instalações de uma empresa comparem dados essenciais entre elas e introduzam as medidas de otimização necessárias.

  • Os estados operacionais e as necessidades de manutenção das máquinas e sistemas podem ser automaticamente determinados pelo monitoramento contínuo.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo